New Zealand legalises SALARIES paid in cryptocurrencies

Tax ruling brings digital currencies in line with mainstream forms of payment.

New Zealand has become the first country legally to back companies that are paying employees in cryptocurrencies, in a move that brings the oft-maligned asset class in line with mainstream forms of payment.

Cryptocurrencies are largely unregulated, digital currencies that enable users to send money online without being tracked.

The ruling by New Zealand’s tax authority allows salaries and wages to be paid in cryptocurrencies such as bitcoin from September 1, as long as the payments are in regular, fixed amounts. The digital currency of choice must also be pegged to at least one regular currency and must be able to be converted directly into a standard form of payment.

Please Read:

PERSONALIZED COACHING

Maximize Your Knowledge

Personalize Your Portfolio– Cryptos

Este site encontra-se ainda em construção de maneira que o contacto temporário é este.

Para informações sobre como aumentar seus conhecimentos sobre crypto moedas por favor enviar mensagem. A resposta seguirá com prontidão. Também para apoio (informações) em tarefas simples como comprar moedas, como criar carteiras digitais entre outras situações.

Contact to email : cryptoguidances@gmail.com

CRYPTO RETIREMENT PORTFOLIO

Possible Long-Term Growth Opportunities

CRYPTO RETIREMENT PORTFOLIO SAMPLE 


This digital file was made with lots of care .

The financial world is changing very fast and we all need to take action as soon as possible. Our savings…
What I present you with this file is  also the outcome  of many lectures, conversations and research on this topic.

Cryptocurrencies!

Crypto Portfolio for your FUTURE, what is possible? this is not investment advice but ONLY essencial knowledge about cryptocurrencies.

You will hear about some of the most popular coins, marketcap, importance.

How to set up a wallet, what is an addreess…so many details.

You will get objective data about 
Wallets, Coins, Cautions, Remarks and Expectations

Number of pages: 150

Format: PDF

INDEX INCLUDES 

Transaction Differences

Wallets

Types

Wallets Security

Fees

Crypto Glossary

Crypto Scams

Brokers/Exchanges

PROTECT YOURSELF

LINKS

Circulating Supply

Inflation and Deflation

Burning Cryptocurrency

Importance of Circulating Coins

Max Supply

Purchase Cryptos

Marketcap

Altcoins

LITECOIN and BITCOIN Difference

Privacy Coins- Monero (XMR)

Monero é uma criptomoeda lançada em 2014 que se caracteriza por dificultar bastante o rastreamento de transações.

Não é vista como algo demoníaco mas sim como mais um investimento pela generalidade das pessoas. É guardada nao extactamente para executar transações privadas mas sim para “hodl”, posterior valorização e venda. É possível que uma minoria faça uso dessa privacidade mas não é uma meta perseguida com afinco pela maioria. Aliás existem outras moedas também para essa finalidade.

Diferente de outras moedas digitais, Monero não surge a partir do código do bitcoin. É usado um novo protocolo chamado CryptoNote, criado do zero.

Monero, assim como bitcoin, tem sua estrutura na blockchain. No entanto, leva a privacidade dos dados de usuários ainda mais a sério e dificulta o rastreio dos valores enviados de uma pessoa para a outra.

Por que Monero não é rastreável?
A principal vantagem da Monero sobre o bitcoin é a maior proteção à privacidade de quem faz transações com a moeda. Enquanto o bitcoin é distribuído em carteiras digitais – da carteira A para a carteira B – a Monero cria uma espécie de senha que muda a cada transação. Valores transferidos só são visualizados por quem tem acesso a essa chave, tornando o localização dos donos mais difícil.

Embora vinculada à blockchain, a Monero impede a identificação de quem transferiu os valores, já que deixa público somente um identificador não vinculado à carteiras virtuais como no bitcoin. Esses identificadores só são desbloqueados pelo dono com a senha secreta da transação.

Em tese, a Monero é a primeira criptomoeda que deixa os usuários totalmente no anonimato.

Circulating Supply
17 128 736 XMR

Rank 13

CRYPTO-MOEDAS no seu telemóvel

CRYPTO-MOEDAS no seu telemóvel

O telemóvel é à partida um dos lugares mais práticos para manejar moedas digitais.

Mas será uma excelente ideia? Sim e não.

Tudo o que sejam valores respeitáveis de moedas digitais devem estar no lugar que lhes compete, uma wallet (carteira) em sítio protegido.

No seu computador, numa Pen Wallet como a Ledger Nano ou a Trezor.

Também existem wallets rápidas instaladas no seu seu navegador do computador como a metamask ou tronlink.

E o conselho é o mesmo nesse caso.

Restringir ao mínimo.

O telemóvél pode incluir alguns valores irrisórios para algo que considere importante como conversões rápidas de moedas.

Em caso de perda é uma fonte de ansiedade que dispensa, mesmo sendo necessário acesso a códigos de entrada.

Corre o risco ainda de que uma aplicação insuspeita monitorize o conteúdo do aparelho.

As suas moedas digitais são privadas. Para sua segurança tudo o que posso dificultar o seu acesso é uma excelente decisão.

Há demasiada vida particular entregue a aparelhos de telemóvel.

Bitcoin

Depois do boom das moedas virtuais em 2017,provavelmente já ouviu falar de Bitcoin. Actualmente é a criptomoeda mais famosa do mundo. Utilizada anteriormente por apaixonados por tecnologia, o seu crescimento despertou a atenção de investidores em todo o mundo.

Mas afinal, o que é Bitcoin?

Assim como o Dólar ou o Euro, o Bitcoin é uma moeda. Sua principal diferença, no entanto, é que a sua emissão não é feita por nenhum Banco Central. Na verdade, o Bitcoin não existe no mundo material, então não é possível ver notas de Bitcoin a circular.

Criada em 2008, a moeda virtual é gerada por sistemas computacionais de forma descentralizada e criptografada, o que garante a segurança dos dados.

O processo de criação de um Bitcoin tem o nome de “mineração”.

Em 2009, qualquer pessoa que tivesse o software poderia “minerar”, mas a partir do crescimento da moeda, o número de mineiros de Bitcoin foi reduzido, ficando a tarefa de criar Bitcoins restrita apenas para quem tem computadores com hardware robusto.

O sistema foi desenvolvido para que sejam produzidas apenas 21 milhões de unidades em todo o mundo.

Litecoin

Cryptomoeda de Hoje – Litecoin

Litecoin é uma cryptomoeda que tem criado consenso positivo à sua volta.

Custo ao enviar 1000 euros: 0.000234 LTC = € 0.02

Traders ou meros admiradores de moedas digitais vão concordando que pode ser uma séria «substituta» a Bitcoin. Bitcoin seria nesse caso vista como ouro e litecoin como prata.

Vejamos, inspirada e quase tecnicamente semelhante a Bitcoin , consegue efectuar transacções mais rápidas e baratas. É aquela moeda que opera com eficiência e causa pouco ruído.

De uma maneira geral responde de forma mais suavizada às oscilações do mercado. E isso torna-a bastante apetecível para transacções comerciais futuras e ainda como um «store value».

Tem um máximo supply de 84,000,000 LTC, sendo que 62,420,451 LTC já estao produzidas.

Faz parte do palco das mais conceituadas lado a lado com Bitcoin e Ethereum.

Ainda se encontra a um preço razoável, deveria fazer uma correcção pelo menos até 80~60 dólares. Nao há data para isso. O sentimento tem sido de compra.

Este ano em Agosto é o halving de Litecoin e nao deve permitir que o preço desça exageradamente.

Halving significa que a recompensa de mineração diminui. 
Valoriza-a como cryptomoeda, gera sentimento de escassez já que está na parte final de mineração (criação de unidades).

De todas as qualidades desta moeda saliento novamente o equilibrio.

Se tal existisse em sentido amplo nas crypto moedas esta moeda seria um exemplo disso. Como sabe há muita volatilidade nesta área de interesse.

A opinião aqui apresentada é um resumo do que tem sido.

O futuro não se sabe como seria desejável pelo que cada pessoa poderá acompanhar com mais detalhe o tema deste post caso pretenda buscando informações adicionais.

Exemplo de carteira para guardar litecoin: no computador poderá ser a Exodus Wallet. Existe versão para telemóvel.

Busca no browser: exodus.io

O Litecoin foi fundado por Charlie Lee em dia 7 de outubro de 2011.

Ripple-A Moeda dos Banqueiros

Ripple: A Moeda dos Banqueiros

Enquanto Bitcoin é rei, na terra das criptomoedas, existem várias concorrentes prontas a cobiçar o seu trono. Um das mais intrigantes é o Ripple, que é completamente diferente de todo o resto, já que é uma cripto muito mais centralizada no âmbito de um ambiente descentralizado.

O Que é Ripple? Ainda é classificado como uma criptomoeda, mas a forma como foi fundado e é gerido e negociado é muito diferente das outras criptomoedas. É por isso que, antes de investir no Ripple, é boa ideia antes saber mais acerca do mesmo.

O Ripple foi lançado em 2012 como uma iteração tardia do Ripplepay, e o seu nome é usado para o catálogo da plataforma cripto, enquanto o seu token é chamado XPR.

Tal como outras criptomoedas, o Ripple é construído em torno da ideia de uma rede contável distribuída, em que várias partes participarão na verificação de transacções, ao invés de uma única autoridade centralizada.

Esta é uma maneira de facilitar as transacções em todo o mundo, enquanto os custos de transacção são muito mais baixos do que no Bitcoin.

Ao contrário de outras criptos, as transacções XPR são verdadeiramente instantâneas e não requerem nenhum período de confirmação.

Fonte: Libertex

GOLDMAN SACHS – Moeda Digital

GOLDMAN SACHS – Moeda Digital

Conforme relatado pela Bloomberg, tudo indica que o banco Goldman Sachs vai seguir os passos do JPMorgan e também pretende criar sua própria moeda digital cujo valor estará vinculado ao dólar

A notícia foi confirmada pelo CEO do banco, David Solomon, numa declaração a um portal de notícias francês.

Durante a entrevista, o banqueiro declarou que o Goldman Sachs está a efectuar uma “intensa pesquisa” em relação ao uso do token, mostrando interesses variados como a participação em contratos inteligentes ​​na rede Blockchain.

Esta novidade anúnciada pelo Goldman Sachs, posiciona o banco lado-a-lado com o JPMorgan, que há mais de um ano trabalha no projeto de sua própria moeda digital, cujo valor será associado ao dólar.

A criptomoeda criada pelo JPMorgan será conhecida como JPM Coin e estará disponível ainda este ano para que os clientes possam fazer pagamentos internacionais instantaneamente e com baixo custo.

Alguns especialistas afirmam que o JPMorgan apenas decidiu lançar a sua criptomoeda em 2019 para competir de alguma forma com o Facebook. A gigante das redes socias está a criar a «LIBRA».

Fonte: https://guiadobitcoin.com.br/goldman-sachs-stablecoin-crip…/